• Thales Vieira

Cinzas do vento - Um sonho Comunista

4:50 da manhã, tempo nublado. Carlos levantou da cama, abrindo a janela para fumar um cigarro antes de preparar seu café da manhã. Café e pão com queijo. Sentiu o cheiro de longe após sair do banheiro, sentando na mesa para o desjejum.


Guardou um maço no bolso e foi para rua, descendo as escadas do prédio silencioso. Algumas mães passavam abraçadas com suas filhas quietas. Homens como Carlos caminhavam fumando cigarros, deixando rastros de fumaça para trás. Andava pelas ruas calmas ouvindo os passos de algumas pessoas em direção à padaria localizada em uma esquina, logo ali na frente. Haviam três mulheres com seus filhos e filhas tomando café. Algumas liam jornais em silêncio - outras, apenas olhavam para as filhas, de vez em quando trocando palavras. Carlos cumprimentou três homens que estavam distribuindo pães, bolos e cafés, passando do balcão para a cozinha. Um deles preparava os pães, o outro o café para todos aqueles que pudessem passar pelo local para o desjejum. Carlos ajudou no preparo de alguns pães. Duas horas depois foi para o lado de fora fumar um cigarro. Homens passavam por aquela rua lendo jornal, ajeitando o chapéu e fumando. Depois de algumas horas, decidiu parar. Cumprimentou o homem que esteve ao seu lado preparando aqueles cafés, indo em direção à outro local, onde eram distribuídas centenas de refeições. Caminhou por quarenta minutos até chegar lá.


Local aberto, com mesas organizadas, talheres e copos distribuídos para cada pessoa que estivesse passando para almoçar. Uma mulher com o cabelo preso, pele pálida e ressecada distribuía pratos prontos com as combinações mais comuns entre quem costumava ocupar aquelas mesas. Carlos escolheu arroz, feijão, salada, fritas, omelete de queijo e um pavê de chocolate como sobremesa. Nunca bebia nada no almoço. Sentou-se ao lado de um homem com bigode que vestia casaco escuro, calças e sapatos comuns. Ambos eram bem parecidos caso observados de longe. Ao terminarem as refeições, deixaram os talheres usados em um pequeno estabelecimento ao lado. Seis homens higienizavam todos os utensílios- alguns deles haviam sentado naquelas mesas de almoço, decidindo então tomar conta da limpeza por algumas horas, até que alguém estivesse disposto a ocupar os seus lugares.


Carlos fumou três cigarros depois de vinte minutos caminhando rumo à uma escola de educação primária, onde higienizava as salas após o término das aulas.


De noite, voltou para casa, levando alguns livros deixados por pais e mães que não se interessavam mais por autores que também não interessavam mais seus filhos. Carlos leu alguns trechos em sua sala com o abajur ligado, tomando café após a janta. Esteve no restaurante da esquina, trazendo um prato de massa ao molho quatro queijos, um pudim de sobremesa, garfo, faca e colher, que seriam devolvidos no dia seguinte, limpos.


62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo